Fotógrafo Dave Young registra nervosismo de pais momentos antes do parto de suas esposas

Sem título

O Dia dos Pais é comemorado aqui no Brasil apenas em agosto, mas fora daqui, a última segunda-feira (16) foi a data que os filhos e seus papais puderam comemorar juntos pelo mundo. A data se originou há mais de quatro mil anos, quando um jovem chamado Elmesu teria moldado em argila o primeiro cartão, onde desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai.

Mas foi em 1909, nos Estados Unidos, que Sonora Luise – americana que era a primogênita de seus irmãos e ajudou o seu pai a cuidar de seus outros filhos, após a morte de sua mãe em um parto -, resolveu criar um dia dedicado aos pais, motivada pela admiração que sentia pelo seu pai, William Jackson Smart. Em 1972, o presidente americano Richard Nixon oficializou o “Dia dos Pais”.

Sem títuloSão tantas homenagens ao homem mais importante da família, que o fotógrafo inglês Dave Young resolveu aproveitar tudo isso e criar um projeto emocionante. Ser pai é uma das coisas que apenas sendo, é possível se descrever. A sensação diferente de tantas outras, é expressada pelo carinho e afeto que ele tem com seus filhos. E é exatamente isso que Young registrou em seu projeto fotográfico: amor.

Em entrevista para o Cherryouth, o fotógrafo de 42 anos diz que sempre se interessou pela vida das pessoas, de modo que se tornou cineasta para permitir ver como as outras pessoas vivem e contam as suas histórias.

Assim, criou o projeto New Fathers para o The Book of Everyone, onde destaca os momentos que antecedem o parto das esposas de vários pais. A aflição, apreensão e o famoso frio na barriga são visíveis no rosto desses homens, que você verá abaixo: “Eu decidi capturar as emoções de novos pais nos momentos antes, durante e depois que suas parceiras deram à luz. Eu não acho que isso nunca tinha sido feito antes, então eu estava animado com a ideia. O Hospital Chelsea and Westminster, em Londres, me deu permissão para filmar na maternidade. Pedi permissão de pais na enfermaria para fotografá-los neste momento emocionante”, explica Dave.

Sem título

Fathers00_800

Ele ainda conta que preferiu apenas fotografar os pais, sem as suas esposas e seus filhos recém-nascidos, porque sabia que  isso iria tornar as imagens mais focadas e poderosas: “Às vezes, o bebê estava nascendo logo abaixo da câmera, e eu tinha que resistir com o meu instinto para fotografar a ação“, explica.

“Normalmente, estamos no controle de grande parte de nossas vidas. Aqui, os pais não foram capazes de controlar suas emoções, e é só nesses momentos cruciais em nossas vidas que nós experimentamos tanta emoção à flor da pele“, finaliza.

Fathers06_800

Sem título

Fathers25_800

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s