20 anos de “Castelo Rá-tim-bum”: artistas se organizam e prestam homenagem em fanpage

10333515_635549649868053_516734394967107269_o

Já se passaram vinte anos e o Castelo Rá-tim-bum ainda está na cabeça das crianças, dos adolescentes e adultos. Produzido e transmitido pela TV Cultura, essa série foi um marco na programação que – quase que exclusivamente – se dedicava ao público infanto-juvenil.

Sem títuloDe 1994 à 1997, a criação de Flávio de Souza e Cao Hamburguer mostrou a história de Nino – interpretado pelo ator Cássio Scapin – que era um garoto de 300 anos que vivia com seu tio, o Dr. Victor, e com sua tia-avó Morgana, na pele dos atores Sérgio Mamberti e Rosi Campos. Os três moravam num castelo no meio da cidade de São Paulo.

No primeiro episódio (Tchau Não, Até Amanhã!), as crianças Zeca, Biba e Pedro correm atrás de uma bola que – como num toque de mágica – se move em direção ao castelo, fazendo com que eles entrassem na construção bizarra e conhecessem os outros personagens. Os pequenos eram interpretados pelos já grandes Freddy Allan, Cinthya Rachel e Luciano Amaral.

A simplicidade do roteiro e elementos bem diferentes dos que as crianças costumam encontrar por aí, fez do Castelo Rá-tim-bum um sucesso de audiência da TV Cultura, possibilitando até a criação de espetáculos teatrais, jogos de videogame, outras séries e um canal de TV que leva o mesmo nome. Na TV Globo Internacional, o programa é exibido desde o ano passado, juntamente com “Cocoricó”, também produzido e transmitido pela emissora da Fundação Padre Anchieta.

10171637_635871949835823_3839083011666318737_nViu só quanta história? Isso para mostrar que não é à toa que esse programa ainda mora dentro das memórias de cada um de nós. E para comemorar a importância do ‘Castelo’ na infância de cada um, que o designer Thales Molina teve a ideia de criar um projeto, o “20 Anos do Castelo Rá-tim-bum por vários artistas“, reunindo cinquenta ilustrações de alguns artistas em uma fanpage, que relembram os personagens dessa fantástica história:

“A ideia [de criar a página] surgiu numa conversa entre os designers Elias Fernandes, Marcelo Meneses e eu. A partir daí, me juntei com o jornalista Victor Bianchin, responsável pelos textos e curiosidades”, explica Molina. “Assistir, aprender, imaginar e se apegar com vários dos personagens que desde cedo nos inspiravam e que agora somos capazes de reproduzir da nossa forma, nossa interpretação, nossos olhos”.

Segundo Thales, a grande ideia de chamar outros artistas que se encaixam bem em determinado traço do personagem é exatamente pra arremeter às memórias afetivas específicas dos fãs: “Sempre foi discutido em conjunto o que melhorar na arte e se estávamos no caminho certo. A ideia surgiu apenas como uma homenagem, mas estamos felizes com a proporção que está tomando. É bom dividir a saudade com tanta gente que, ao mesmo tempo, aprecia nosso trabalho“, finaliza.

10342457_641199395969745_1443534493205177845_n 10341864_638029096286775_317720825604003074_n 10337730_637553136334371_141684340076668404_n 10329033_639202432836108_1199002466579944077_n 10325687_637803019642716_7856444969501237799_n

Anúncios

Um comentário sobre “20 anos de “Castelo Rá-tim-bum”: artistas se organizam e prestam homenagem em fanpage

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s