Canadense Ryan Heshka mostra o seu trabalho cheio de “surrealismo pulp”

COLOMBO cannibals hi res

Você que já acompanha o Cherryouth, sabe que fazemos entrevistas com diversos artistas brasileiros que têm um grande projeto para mostrar. E esta é a primeira vez que realizamos uma entrevista com um ilustrador gringo, que ficou bem contente com a repercussão de seu trabalho no Brasil.

O artista Ryan Heshka tem 43 anos e mora em Vancouver, no Canadá. Seus trabalhos mostram um pouco da fantasia que tem em sua própria cabeça, e contrasta o mundo real com suas imaginações criativas e totalmente fora da realidade: “Eu desenho desde que eu era muito jovem, e acho que percebi que eu era um bom artista quando colegas de classe me pediam para desenhar coisas para eles. Desenho sempre foi meu passatempo favorito, era uma fonte ilimitada de entretenimento”, conta Heshka.

Conheça outros trabalhos do artista canadense Ryan Heshka

IMG_0117Curiosamente, Ryan (foto à direita) descreve o seu trabalho como um “surrealismo pulp. Para quem não sabe, o termo pulp fiction se refere à nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade desde o último século, e eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica,  para descrever contos de qualidade menor ou de realidade absurdas:

“O meu trabalho parece evocar muitas respostas diferentes ao mesmo tempo: nostalgia, humor, repulsa, a intriga, a felicidade. O melhor elogio que recebi foi quando um cliente me disse que meu trabalho lhe permite sonhar. Se eu conseguir fazer com que o espectador possa entrar momentaneamente em um outro mundo, o mundo dentro da pintura, então eu estou fazendo algo certo.”

PPUNCH_eaten hi res

A internet desempenha um papel enorme na apresentação de seu trabalho pelo mundo. Mesmo que o seus projetos tenham muitas raízes na cultura norte-americana, pessoas de todo o planeta associam fortemente as imagens com sua arte, e ainda, ele não nega que as inspirações em artistas renomados ajudem a propagar ainda mais o que ele sabe fazer: “Eu tenho muitos artistas favoritos, mas a pequena lista inclui Frank R. Paul, David Lynch, Fred Stonehouse, os irmãos Clayton, Mark Ryden, Neo Rauch, Ray Harryhausen, e muitos artistas de quadrinhos como Jack Kirby, Harvey Kurtzman, Bill Everett e Basil Wolverton. Eu também gosto de arte criada por indivíduos não treinados, como a arte infantil e arte popular. Não há uma qualidade tão honesta para esse tipo de trabalho“, finaliza Heshka.

COLOMBO2 sen fut pleasures lo res

COLOMBO look learn hi res COLOMBO2 hearts of myst comp hi res smaller

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s