As ilustrações de Caio Boracini querem deixar você com uma “reação exagerada”

Por Raphael Ezonne

As imagens que aparecem nesta postagem podem ser reproduções de outros sites e Cherryouth não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça em Cherryouth, favor entre em contato e ela será prontamente removida sob critério de avaliação.

foto1

Tem gente que começa a desenhar cedo, mas o que aconteceu com o ilustrador Caio Boracini foi algo bem além disso. O rapaz, nascido em Valinhos, interior de São Paulo, conversou com o Cherryouth e contou que começou muito além disso, quase ainda na barriga de sua mãe!

Desde pequeno, com dois anos, tenho essa paixão pelo desenho. Sempre que ia à casa de meus avós nunca me faltava papel e caneta, onde desenhava junto com meus primos. O tempo foi passando e esse sentimento pelo desenho só foi crescendo. Sempre tendo o apoio da minha família, hoje ganho meu dinheiro com isso“, explica Caio.

Boracini é fã dos desenhos de Hanna-Barbera. Para quem não sabe, Hanna-Barbera foi uma empresa de desenho animado, criada em 1944 pela dupla de cartunistas norte-americana William Hanna e Joseph Barbera. Hoje, é uma das maiores produtoras de desenhos animados do mundo, e atualmente, o prédio na Califórnia que sediava o estúdio, pertence ao Cartoon Network. Desenhos de sucesso como “Tom e Jerry“, “Zé Colmeia”, “Os Flinstones” ,”Os Jetsons” e “Scooby-Doo” foram produzidos nesses estúdios.

cartaz_batman_robin_gorila_bola_azul

“Curto bastante também autores de tirinhas, como Bill Waterson, Charles Schulz, Laerte, Angeli… Mas atualmente o artista que se destaca pra mim e que me inspiro bastante é o Francisco Marcatti, autor e desenhista nacional de quadrinhos underground, escatológicos e de gosto duvidoso (ele mesmo se intitula assim)”, conta Caio. Marcatti começou a desenhar aos 15 anos de idade, criando o personagem Frauzio para uma revista mensal, além de lançar “Mariposa” como primeira Graphic Novel, e há cinco anos,  tornou-se colaborador da versão brasileira da revista Mad.

Caio diz também que acha seu desenho muito autoral, e que transmite a sua personalidade. Além disso, procura sempre fazer com que, quem veja seu trabalho, tenha uma reação exagerada, sendo um sorriso largo ou nojo: “Acho que, independente do que a pessoa sinta ao ver meu trabalho, sendo um sentimento exagerado, ela vai lembrar daquela imagem por um bom tempo e da próxima vez que ver algo meu, vai associar a mim”, finaliza.

cozinha_

IT

cartoon_tribute_caio_

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s