O realismo nos graffitis de Sipros

Por Raphael Ezonne

As imagens que aparecem nesta postagem podem ser reproduções de outros sites e Cherryouth não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça em Cherryouth, favor entre em contato e ela será prontamente removida sob critério de avaliação.

lima peru

Você sabe que o Cherryouth é muito fã de arte de rua, né? Os sentimentos que são colocados nos traços que vemos nas ruas é algo muito bacana, igual o trabalho do brasileiro Wellington Naberezny, mais conhecido como Sipros.

Iniciando como grafiteiro aos 14 anos de idade, Sipros já gostava de desenhar na época da escola. Na região onde morava, ele não conhecia o trabalho de ninguém que fizesse o mesmo que ele fazia: dar o realismo aos seus desenhos: “Quando comecei, não tinha ninguém que pintava onde eu moro. Ninguém me ajudou, só Deus mesmo“, conta.

A felicidade é algo que fica aparente quando ele finaliza algum graffiti. Ele se diz muito contente porque sabe o quanto é complexo a execução de cada um de suas ilustrações, devido a técnica e ao realismo que ele insere.

“Eu faço meus trabalhos onde for possível. Não tenho destino para meus trabalhos, onde for para fazer eu vou e faço”, diz Sipros. Muitos talentos na arte de rua são descobertos todos os dias, e na maior simplicidade, ele aconselha: “Bem-vindo ao mundo do graffiti e boa sorte. Paz!“, finaliza.

menino

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

sipminion

yurigraf

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s