Projeto “Pelos Pelos” do Coletivo Além, propõe reflexão sobre os pelos do corpo

IMG_0148--

Aparado, raspado ou gigantes! As pessoas têm muitas opções de como deixar os pelos do corpo. Os brasileiros têm o costume de deixar os pelos pubianos aparados, tanto que fora do país, a famosa “pista de pouso” que é deixada na região genital da mulher é conhecida como “brazilian wax“, característica forte das mulheres que usam um biquíni um pouco atrevido demais!

Pelos grandes foram um marco na década de 1970, tanto que muitas celebridades que posavam para revistas adultas, mantinham-os gigantes por estética, mas sem associar a quantidade de pelos com a falta de higiene, o que não tem absolutamente nada a ver. Um exemplo dessa mudança de estilo foi retratada em uma arte feita por uma publicação famosa, que comparou através de rabiscos, uma vagina com muitos pelos e outra no famoso estilo brasileiro.

Mas o que o Coletivo Além faz é representar o estilo das mulheres e dos homens que resolveram optar em ter os pelos em todas as partes do corpo. Formado pela catarinense Nubia Abe e pelo mineiro Mateus Lima (foto acima), os fotógrafos  deste coletivo, que moram em São Paulo, clicaram diversos modelos que são felizes da forma que são, e evitam usar a navalha.

Em entrevista ao Cherryouth, o Coletivo Além conta que a principal razão do projeto “Pelos Pelos” é repensar os valores que são impostos aos humanos: “Aceitar os corpos como eles são, lutar pelo direito de decisão sobre o próprio corpo, garantindo que seja de ordem privada a escolha de ter ou não os próprios pelos e combater o machismo é o que o projeto busca.“, contam.

O projeto possui fotos de pessoas nuas e existe uma grande preocupação contra a interpretação errada, para que não seja visto apenas como um contexto sexual.  Segundo eles, o corpo está na maior parte do tempo cumprindo funções que não são sexuais por estarem devidamente vestidos: “Nos deparamos com o corpo nu alheio apenas nos momentos íntimos, erroneamente associamos nudez com sexo, fazendo com que a nudez cumpra função de fetiche. É fundamental para a aceitação do próprio corpo desvincular essa imagem, tornando a nudez natural, e junto com ela, os pelos”.

Os modelos usados nas imagens são de pessoas conhecidas por Nubia e Mateus, e algumas foram indicadas por amigos que resolveram contribuir para os cliques.  Já os depoimentos foram colhidos em forma de entrevista, durante a sessão de fotos, e registrados em vídeo.

_DSC7645 IMG_8939 IMG_8537- _DSC7749-6 IMG_8818-3

Anúncios

11 comentários sobre “Projeto “Pelos Pelos” do Coletivo Além, propõe reflexão sobre os pelos do corpo

  1. Poxa!!Dizer que pelo grande não é anti-higiênico!? E o suor acumulado e abafado por uma calcinha e ainda por cima uma calça jeans apertada!? Em um peluda meu amigo o estrago vai ser bem maior. E depois que uma peluda faz xixi e só passa o papel é a mesma coisa o odor de uma depilada que faz isso?! Com certeza não.

    Curtir

  2. nao existe inteligencia é nestes seres bitolados, esteriotipados que acham impoem um padrao a mulher e tentam mudara o que a natureza e deus criou. mas tb considerando que ninguem liga pra deus e a mairoira destes nasceram numa geração torta de agora que não da valor a nada , so a dinheiro , funk, informatica , internet, jamais vao compreender o valor real da essencia natural da vida.

    Curtir

  3. pelos longos e cheirosos entre as pernas de uma mulher sedutora e perfumada e toda molhadinha..
    homens de verdade é atraido pelo toque nos pelos feminino.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s