Conheça o “Poderia Ser”, que usa letras de músicas para aproximar artistas de estilos diferentes

Por Raphael Ezonne

As imagens que aparecem nesta postagem podem ser reproduções de outros sites e Cherryouth não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça em Cherryouth, favor entre em contato e ela será prontamente removida sob critério de avaliação.

Thais Castro e Nana Caê 1

Que as páginas que fazem sucesso nas redes sociais aparecem no começo sem propósito algum, todo mundo sabe. Diversos conteúdos que se viralizam na rede aparecem apenas para tirar umas gargalhadas momentâneas, mas quando realmente dá certo e sai melhor do que o esperado, é porque é hora de investir nisso. E foi o que duas goianas fizeram, ao criar a página “Poderia Ser”, que em pouco mais de dez dias, já totaliza mais de 20 mil seguidores no Facebook.

Presente também no Instagram, o “Poderia Ser” é administrado por Nana Caê e Thais Castro, que trabalham em uma agência de tecnologia. Certo dia, Nana resolveu testar um aplicativo de celular para a criação de banners, e mostrou para Thais. Ela resolveu postar o teste que continha uma comparação entre Chico Buarque e Raça Negra, que rendeu mais de 100 likes e inúmeras sugestões de amigos para novos banners.

No dia 01 de abril, que foi quando a página ingressou na internet, já contabilizava 2.000 likes e, desde então, vem ganhando em média esse mesmo números de adeptos por dia.

Segundo Nana e Thais, a proposta dessa “brincadeira” é mostrar que muito do que é classificado na música e literatura como algo com conteúdo, não carrega apenas “qualidades” poéticas, de métrica ou arranjos sonoros bem feitos, mas sim também um nome, fama que o ajuda a enaltecer ainda mais seu produto. Trechos de músicas de pagodeiros, cantores populares, sertanejos, bregas, de axé e até mesmo infantis são colocados na page em banners mostrando que poderiam ser de algum filósofo, literato ou cantor cult. O que espera-se com esse processo de aproximação de artistas aparentemente inconciliáveis é surpreender o internauta, que ele leia o trecho que tem no banner e pense “Nossa, isso realmente poderia ser de tal fulano, mas na verdade é de tal cicrano”.

Acesse o “Poderia Ser”, clicando aqui

No final das contas, a “Poderia Ser” é um sincero elogio à produção de cultura de massa do país e, ao mesmo tempo, a todos os artistas, pensadores e filósofos do “alto escalão intelectual”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s