Exposição traz fotos de catarinense que visitou países africanos e registrou a realidade de comunidades carentes

 

1779945_10152298911086177_1009761632_n

Pessoas. Aparentemente é algo muito simples de se descrever, mas quando lembramos que cada uma dessas têm uma história de vida diferente uma da outra, percebemos o quanto isso pode ser complexo, principalmente quando se tem a necessidade de expressar o significado disso.

O fotógrafo catarinense Humberto Furtado, de 26 anos, é um explorador de territórios desconhecidos. Movido principalmente pela sua própria curiosidade, o jovem concedeu uma entrevista ao Cherryouth e contou como começou a paixão pelo seu trabalho.

Humberto diz que aos doze anos de idade, ganhou de seu avô sua primeira câmera fotográfica. Jaraguá do Sul, sua cidade natal que tem pouco mais de 148 mil habitantes, foi o lugar onde ele se descobriu. Por diversas vezes pensou em ser ator por se dedicar a produções de teatro na época do colégio, mas acabou percebendo que tinha um gosto por moda, coisa que acontece até hoje.  Teve diversas experiências no ramo, inclusive chegou a atuar como assistente e fotógrafo em campanhas nacionais e trabalhos autorais, investindo ainda mais neste nicho, possibilitando trabalhar em eventos de grande porte como o São Paulo Fashion Week.

Porém, um novo degrau apareceu em sua vida e as oportunidades para crescer profissionalmente surgiram. Humberto é autor do projeto “Esmola Fotográfica”. Durante um período, ele viajou por alguns países da África, conhecendo a África do Sul, Moçambique e Zimbábue. Trilhou em lugares totalmente inóspitos e conheceu territórios que jamais pensou em conhecer. Visitou comunidades carentes e percebeu que o tipo de pobreza destes lugares é totalmente diferente da pobreza brasileira, que possui a violência e drogas em sua essência, na maioria das vezes.

“Meu objetivo nessas andanças não é buscar uma resposta e registrá-la por meio de fotos, mas estabelecer perguntas. Desta forma, defino meu caminho como algo completamente livre, sem destino”, conta o fotógrafo que sempre mostra entusiasmo quando fala sobre os lugares que conheceu.

O registro de imagens sobre a realidade que está a sua volta justifica a escolha do nome para o projeto. “Esmola Fotográfica” traduz o que Humberto fazia para conseguir as fotos das pessoas pobres das comunidades africanas, quando estas estavam por acaso andando pelas ruas e serviam de modelo para a sua sessão de fotos. Muitas pessoas, segundo Humberto, não se sentiam à vontade com a tecnologia que ele portava consigo para guardar um pouco da prova de que ele esteve nestes lugares, recebendo-o ainda com paus e pedras. Mas mesmo assim, ele diz que o povo africano ainda sim é tão hospitaleiro quanto o povo brasileiro.

Acesse o Tumblr “Esmola Fotográfica”, clicando aqui

É bem interessante ver o quanto a transição do mundo da moda para a realidade nua e crua de uma comunidade possa acontecer de forma natural.  Humberto finaliza: “É a vivência com a diversidade de etnias e nacionalidades extremas que sigo a confirmar minha concepção artística e articulo com o que há de mais sincero e íntimo na vida cotidiana e cultural dos povos. Que este seja o destino da minha arte de destinos indefinidos”.

Humberto programa sua próxima viagem para prosseguir com o projeto. Desta vez, ele pensa em explorar alguns países da Europa e Oriente Médio. Tudo parece estar programado para acontecer a partir de dezembro.


Casa da Fazenda do Morumbi (Esmola Fotográfica: Diálogo com o Tempo)
Programação: de 25/11/2012 à 22/12/2012 – terça à domingo
Endereço: Avenida Morumbi, 5594
Informações: (11) 3742-2810/ (11) 993-155-769
Site: http://www.abach.org.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s