O #FimDaInternet vai acontecer antes do Fim do Mundo?

Por Raphael Ezonne

Poderia até parecer exagero ou então algo impossível de acontecer em tempos que se debate a tecnologia como algo fundamental para a sobrevivência humana, mas parece que o fim da internet está prestes a chegar.

Sempre que sentávamos com a família para assistir a algum programa jornalístico mostrando o lado ruim da internet, escutávamos os nossos pais ou até pessoas que não têm vínculo algum com a rede mundial de computadores de que aquilo seria prejudicial a nossa saúde. Ok, em excesso, todos nós sabemos que não faz bem, mas agora o mínimo que navegamos está sendo censurado por parte de órgãos que visam a proteção dos direitos autorais de obras.

Todos nós sabemos que distribuir uma cópia, ou várias delas, de um trabalho que não fora feito por nenhum de nós é pirataria, mas é disso que a internet sobrevive. O que seria do Facebook sem o botão “Compartilhar” criado pelo nerd Mark Zuckerberg? Ou então o botão “Retweet” do Twitter? A internet é isso, é distribuir informações para que o maior número de pessoas veja, leia, sinta.

E o pior é que o ECAD, Escritório Central de Arrecadação e Distribuição entrou nessa valsa. Um blog sem fins lucrativos recebeu uma cobrança em seu e-mail, referente aos vídeos que foram embedados do YouTube. O valor mensal de R$352 é referente a esta incorporação de conteúdo, que pode ser efetuada por qualquer usuário que esteja no site, e que, segundo a justificativa da entidade, não deixa de ser uma forma de “retransmissão musical” e, por isso, os donos de blogs precisam pagar pelos direitos autorais.

Todo esse alvoroço começou depois que os Estados Unidos retiraram o maior site de compartilhamento de arquivos do planeta, o Megaupload, que finalizou as atividades justamente pelo mesmo motivo que o ECAD “cobra” os blogueiros pelo compartilhamento “indevido” de obras da internet. Um completo absurdo.

Imagine você, uma internet sem compartilhamento de arquivos, sem o “embed” dos principais sites que você acessa, sem músicas para fazer download, sem o privilégio de acesso a conteúdo que você gostaria que seus amigos vissem também. Realmente, não seria a internet de nossos sonhos, mas dos bolsos de outrem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s