A atmosfera hipnotizante do The Golden Filter

Por Rainer Vinícius, do OH!FUCK Music
 

Se você ainda não conhece, realmente não sabe o que está perdendo. O álbum do duo que começou em Nova York já tem um ano que fora lançado, mas eles estão juntos desde 2008 quando lançaram o single “Solid Gold”. Desde então trabalharam em remixes oficiais de artistas como  Empire of the Sun (“We Are the People”), Little Boots (“New in Town”), Yeasayer (“Madder Red”), Peter Bjorn and John (“Lay It Down”), e Cut Copy (“Far Away”).

Voluspa é um poema pertencente o  Edda da mitologia nórdica, onde se retrata a criação e futura destruição do mundo. Nesse ambiente é que o duo buscou inspiração para o álbum. De fato, ao se ouvir o trabalho fica claro o ambiente mitológico que o som nos transporta. Adicionam a este ambiente batidas de sintetizadores que deixam as canções com um gostinho de quero mais, e aquela vontade de querer se entregar à música. E não estou brincando: já perdi a conta de quantas vezes ouvi o álbum em um indefinido repeat.

E para dar acabamento ao trabalho em algumas faixas há a presença de instrumentos de corda, que ao lado da voz de Penelope Trappes – sempre mantendo o mesmo tom – trazem os elementos necessários para a composição do ambiente a que se propuseram. Não há espaço para deslize neste trabalho: tudo é feito para que a atmosfera se mantenha hipnotizante da primeira à última faixa.

Anúncios

Um comentário sobre “A atmosfera hipnotizante do The Golden Filter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s