Knit Graffiti: arte de rua feita de tricô

Por Raphael Ezonne

 

“Terça-feira, às 6h15, guerrilheiros do crochê de volta a ação!”. É assim que Alícia Roselló Gené, uma ativista do “knit graffiti” (tipo de arte urbana que usa lã) convoca uma ação em Barcelona por meio de seu blog. Para participar da chamada “guerrilha”, cada participante tem que levar um pedaço de malha feita em tricô verde, com o propósito de reivindicar a falta de parques e áreas verdes no bairro.

Conhecido como “knit graffiti” ou “yarn bombing” (em tradução livre, “explosão de lã”), a técnica consiste em envolver pedaços, recortes ou fios de lã em objetos urbanos com o propósito de levar mais aconchego e cor para as cidades. A ideia surgiu em 2005, com a texana Magda Sayeg, que fazia tricô em casa, mas quis levar uma “arte mais humana para as ruas”.

Magda é criadora do projeto pioneiro Knitta, Please, que a leva pelo mundo tricotando em grandes centros urbanos. Dentre algumas das ousadas peças organizadas por Sayeg estão a produção de um ônibus em El Salvador e ação com árvores de um parque em frente ao prédio do Capitólio, em Washington.

 

 

 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s