Na Pista #2: Berghain, a melhor balada do mundo

Por Raphael Ezonne

Se tratando de baladas, podemos encontrar uma variedade muito grande na Europa. Na última semana, mostramos que a melhor balada gay do continente ficava em Londres, na região central da cidade. Mas ao que tudo indica, a balada Berghain pode ser a melhor do planeta, onde ainda leva o título de novo templo techno de Berlim, na Alemanha. Situa-se em uma antiga fábrica estilosa, e embaixo fica o porão vibrante de música eletrônica, enquanto em cima rola um bar com som mais leve. O nome da casa é em homenagem aos dois distritos do leste berlinense, Kreuzberg e Friedrichshain, redutos clubber da capital alemã na década de 90.

Berghain é a reencarnação do clube “lendário” Ostgut, que fechou em 2003. Este próprio clube surgiu de um fetiche de um homem, através do desejo de montar uma balada com o nome “Snax”, que fora realizada posteriormente em diferentes locais antes que ele encontrou seu lugar permanente no novo clube “Ostgut” como parte de um conceito novo. Rapidamente, com a nova formação, o negócio foi atraindo um público maior, e através da contratação de DJs residentes, uma gravadora independente fora lançada, a Ostgut Tonträge, dando oportunidade aos primeiros lançamentos, de  André Galluzzi, Cassy, e Ben Klock.

Em 2007, o Berghain ainda colaborou com o Berlin Staatsballet, para criar o  “Shut Up and Dance! Updated”, um balé com cinco dançarinos que fizeram uma performance no mesmo local, alguns meses depois.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s