Eles não sabem fazer outra coisa que não seja cantar

Os musicais americanos cairam no gosto do público; histórias se misturam à músicas com ritmos dançantes

A fórmula que consiste em juntar um roteiro como qualquer outro ao som agitante de uma  música divertida de se ouvir, está sendo cada vez mais usada nos estúdios de gravação nos Estados Unidos. Podemos dizer que os precursores da ideia, o casal protagonizado pelo ator John Travolta e a atriz Olivia Newton-John, levaram ao público uma emoção grandiosa, de um romance que se passava na época do colégio. Este era o “Grease”, chamado no Brasil de “Nos Tempos da Brilhantina”, rodado em 1978. Além de contar com um elenco eficiente de coadjuvantes, belíssimas canções e um alto astral contagiante, “Grease” é ainda hoje, o musical de maior bilheteria da história do cinema. Na época do seu lançamento, os críticos maldosamente tacharam o filme de “brega”, fato esse que na realidade configurou-se como puro despeito. Hoje, mais de três décadas após a sua realização, é incrível perceber o quanto a produção continua vibrante. Sem dúvida, “Grease” é adrenalina pura, indiscutivelmente um remédio contra a depressão e o mau humor dos dias atuais. “Summer Nights”, é um dos maiores sucessos do filme.

Após esse fenômeno musical, apareceram outros em seguida, apostando no mesmo resultado que obteve “Grease”, porém sem o mesmo investimento financeiro e de elenco, à altura dos atores que faziam o papel principal desse sucesso. John Travolta ainda, aproveitando esse talento com a música e a dança, arriscou, em 2007, e conseguiu se caracterizar de mulher, no filme “Hairspray – Em Busca da Fama“. O filme, baseado em um espetáculo da Broadway de mesmo nome, que mostra o o sonho de todos os adolescentes da época em aparecer em um famoso programa de dança da televisão, traz a personagem de Nikky Blonsky, uma jovem que adora dançar, e que impressiona os juízes do programa e acaba ganhando um espaço na atração. Travolta, para fazer o papel da rechonchuda Edna, ficava mais de quatro horas nas mãos dos maquiadores, e ainda fazia aplicações protéticas de silicone para compor a face de sua personagem.

Nikky Blonsky (à direita) faz o papel da filha da personagem Edna, interpretada pelo ator John Travolta (à esquerda).

O ator Zac Efron também tem uma pequena experiência em produções musicais. Além de fazer o papel de Link Larkin em “Hairspray – Em Busca da Fama”, ele fez parte da trilogia “High School Musical”, produzida pelos Estúdios Walt Disney. A maioria das produções Disney contém um teor musical, tanto nos filmes como nas animações, o que de fato, é a maior responsável pelo estrondoso sucesso pelo mundo. “High School Musical”, o primeiro da trilogia produzida pelo canal Disney Channel foi lançado em 2006, e se tornou o filme de maior sucesso do canal. Tem como continuações “High School Musical 2”, lançado em 2007, “High School Musical 3: O Ano da Formatura”, de 2008, e “High School Musical 4: O Oriente encontra o Ocidente”, sem previsão de estreia, porém com confirmação de exibição no mesmo canal. Novamente, a mistura de estudantes em uma escola, evidenciando as diferenças habituais entre as tribos, denominações que eles mesmo dão às diferenças, tanto raciais quanto sociais, faz parte do enredo, o que torna a história mais interessante e cativando o público de uma maneira diferente, havendo uma maior identificação do telespectador, seja como ele se considere.

Porém, com uma temática um pouco mais adulta, lidando com situações de relacionamento, sexualidade e questões sociais, que a série “Glee” atrai tantos fãs pelo mundo. Provavelmente, os mesmos fãs de “High School Musical” migraram para o fã-clube do seriado transmitido pelo canal à cabo FOX. Com a segunda temporada, e com a terceira já prevista, recebeu críticas favoráveis e consequentemente, prêmios que deram ainda mais credibilidade ao trabalho dos atores e de toda a equipe. A história da série é focada nos esforços do professor de espanhol Will Schuester, em reerguer o coral da escola William McKinley, de Ohio, chamado de “Glee Club”, que no passado foi motivo de grande orgulho para todos os alunos na instituição. No entanto, a escola não tem recursos para sustentar o coral, que a princípio só atrai os alunos pouco populares e estigmatizados. A maior parte do elenco foi escolhida por Ryan Murphy. Curiosamente, alguns atores já tinham experiência no ramo da música, sendo que todos fizeram testes incluíam a interpretação de uma canção.

Segundo informações ainda não confirmadas, a Rede Globo teria comprado a primeira temporada da série, porém sem previsão de exibi-la.

Com toda certeza, outros filmes musicais virão, da mesma forma que eles não pararam de ser gravados, há pelo menos trinta anos. A fórmula do sucesso, que por mais que não tenha dado certo em muitas versões, é arriscada descaradamente, mas com o simples propósito de levar ao público uma alegria diferente que nos dias atuais, não se encontra mais.

Por: Raphael Ezonne

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s