que tal se devorássemos um pouco de arte?

Restaurante de comida italiana lança linha de pratos decorados em promoção

De verdade, é um saco você almoçar todo dia naqueles pratos de vidro transparentes e sem visual algum. Ultimamente tenho até comentado no Twitter que não aguento tantas modernidades em casa: até prato “reto” inventaram, mas sinceramente ainda não consegui comer sem ao menos me sujar um pouquinho. Mesmo não acrescentando nada em nossa degustação, o almoço e o jantar ficarão mais divertidos com os pratos que o restaurante italiano Spoleto está lançando. São umas coisas tão fofas de querer levar tudo para casa.

Os pratos tem uma mistura simples de cores e desenhos muito bem ilustrados pelos artistas escolhidos. Por: Toz

Para compor cada um dos pratos, eles escolheram artistas de nome. Cada um com uma prática diferente, usando instrumentos e materiais para diferenciar os trabalhos entre si.  Entre eles:

  • Mateu Veslasco: tem 29 anos e já expôs em Paris, Lisboa e Nova York, com obras repletas de referências urbanas misturadas a signos lúdicos. Sua principal caracterísica é a intervenção em objetos do cotidiano.
O artista Mateu Velasco, de 29 anos.
  • Chivitz retrata em paredes a sua vivência na atmosfera urbana na cidade de São Paulo. Seu grafite aborda e transborda a criatividade nas interfaces da cidade, como o skate e o hip hop. Faz parte do coletivo Neurose Urbana Crew, de grafiteiros e tatuadores.

 

Chivitz cravou seu nome no cenário artístico-underground de São Paulo através de seus trabalhos intrinsecamente relacionados ao graffiti e à tatuagem.
  • Minhau é a única mulher do grupo. Seu apelido remete a toda sua personalidade artística. Com gatos enormes, de textura colorida e traços fortes, ela se destaca numa maestria nas ruas onde habitam suas pinturas e conquistou seu espaço num universo masculino.

 

Chivitz e Minhau trabalharam por diversas vezes juntos. Seu apelido fora escolhido por ter um direcionamento artístico para o retratação de gatos (Minhau = Miau!).
  • Toz é baiano mas é radicado no Rio. Tem 34 anos e desde os catorze é um dos talentos mais promissores da arte contemporânea brasileira. Grafiteiro, artista plástico e integrande do coletivo Fleshbeckcrew. Boneca Niña é sua marca registrada.
Tomaz Toz Viana foi viver no Rio na década de 80 e de lá pra cá viu sua transgressão ganhar status de arte. Soteropolitano no Rio de Janeiro – fórmula boa que só: ginga de baiano com jeitão carioca.
  • Binho Ribeiro é um dos pioneiros da cultura do grafite na América Latina. Como cenógrafo, seu trabalho pode ser visto em alguns filmes como “O Magnata” e em “O Bicho de Sete Cabeças”. O domínio sobre o tema ainda o credenciou inclusive para a curadoria de eventos como Basement e Hutuz.
Binho Ribeiro é um dos principais nomes do street art mundial e um dos pioneiros no Brasil e América Latina; ele tem uma atuação muito forte na cena paulistana. Seu trabalho desenvolve um apelo singular de expressão, dando vida a todos os elementos de sua criação.

A promoção funciona assim: na compra de uma refeição do Spoleto (nham nham!) e uma bebida, você junta mais R$5,90 e troca por um desses pratos. Estava eu passando pelo Shopping Center 3 na Paulista e fiquei morrendo de vontade de trocar por um na hora!

Por Mateu Velasco
Por Chivitz
Por Minhau
Por: Binho Ribeiro

Por: Raphael Ezonne

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s