Entenda porque eles contagiaram várias gerações

Após 24 anos sem tocar, ABBA ainda é a essência sueca pelo mundo

Não necessariamente precisamos ter nascido na época em que o conjunto sueco ABBA chegou ao auge de seu sucesso, para podermos conhecer as suas músicas, vibrantes e muito românticas. Na década de 70, principalmente, o amor era a palavra-chave para descrever qualquer sentimento que tenha ligação com o coração. Mesmo com as canções melosas e dançantes do “The Beatles”, ou mesmo na época da brilhantina com “Grease”, as danças mais agitadas levavam um parceiro em encontro ao outro, à procura da dança perfeita e mais colada ao corpo possível: isso era o amor na época, o singelo e tímido amor.

Mas com a implementação da Disco Music no cenário mundial, vários países puderam fazer a sua contribuição, ou seja, fizeram por descobrir grandes nomes da música na época para que o planeta todo pudesse dançar na batida da mesma música.

Agnetha Fältskog, Björn Ulvaeus, Benny Andersson e Anni-Frid Lyngstad (iniciais dos nomes dos cantores que compunham a sigla ABBA) é até hoje o maior grupo musical sueco, sem dúvidas. Eles ficaram por mais de dez anos tocando suas músicas sem medo de perder seu público para outro conjunto de gênero semelhante. Por que? Porque eles tinham um jeito único de se vestir, de cantar, de atuar cantando e de viver em sua carreira. Em Janeiro de 2010, na abertura do ABBAWorld em Londres, o ABBA foi mostrado como tendo aproximadamente 375 milhões de álbuns vendidos no mundo inteiro, segundo a Polar Music e Universal Records, o que possivelmente faz com que eles fiquem apenas atrás dos Beatles. Entre seus maiores sucessos, está “Dancing Queen”.

As músicas de verdade, que foram trilha sonora de muita gente ainda emociona os que viveram naquela época. A ideia de trazer estas músicas de volta pode até parecer caretice, mas é uma forma de fazer com que os jovens escutem um pouco das músicas românticas que preservavam o amor, e não o sexo como é hoje.

“Mamma Mia – O Filme” foi uma dessas ideias que com certeza deram certo. Meryl Streep e Pierce Brosnan foram os protagonistas da história, onde a personagem de sua filha, vivida por Amanda Seyfried procura o seu verdadeiro pai. Rodado em 2008 e filmado na Grécia, foi considerado uma das maiores produções musicais dos últimos anos.

E como o tempo passa para todo mundo, as músicas continuam, mas e o que acontece com os artistas? O Cherryouth compara os cantores do ABBA, desde que atingiram seu sucesso até os dias de hoje, vendo nas telonas a repercussão que eles já sabiam que tiveram suas músicas e interpretações do passado.

E uma novidade para os seus fãs? Claro, Cherryouth traz para você! O espetáculo da Broadway Mamma mia!, inspirado nas canções do grupo sueco ABBA, chega ao Brasil. O musical, que já foi encenado em mais de 30 países e visto por mais de 42 milhões de pessoas, estreará no dia 11 de novembro no Teatro Abril, em São Paulo. A produção brasileira contará com figurinos e cenários originais, além do elenco totalmente nacional, que será anunciado em breve. A peça traz as principais canções do Abba, como Dancing queenThe winner takes it allMoney, money, money e, claro, Mamma mia!.

A história se passa em uma pequena ilha grega, nas vésperas do casamento de uma jovem local, filha da dona do único hotel da região. Para descobrir quem é o seu verdadeiro pai, ela convida para o casório três homens que fazem parte do passado de sua mãe.

Os ingressos custam de R$ 80 a R$ 250. Eles já estão à venda pelo site www.ticketsforfun.com.br e pelo telefone 4003-5588.

Por: Raphael Ezonne

Anúncios

6 comentários sobre “Entenda porque eles contagiaram várias gerações

  1. Amei o filme assim como amei o grupo Abba,as músicas falando sobre o amor,e isso nos dias de hje para a nossa galerinha tá mto diferente,os jovens de hje,só pensam não só em sexo,e sim tb drogas e bebidas.Eiiii mulecadas que tal um pouco de amor? bjus valeu gente!!!!!

    Curtir

  2. Muito bom! Belo texto e um excelente resgate aos “tempos de ouro”, que nós não vivemos, mas aprendemos a apreciar! ;)

    “o amor era a palavra-chave para descrever qualquer sentimento que tenha ligação com o coração.” Gosto disso! =)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s