Qual a influência da propaganda na sua vida?

Por Raphael Ezonne

Elas ensinam, provocam, criticam e mostram um mundo que pode estar ao seu alcance. Mas por que os anúncios publicitários são tão influentes na vida dos brasileiros?

Elas são engraçadas, são divertidas e induzem diretamente o consumidor a comprar o que elas querem. Mesmo elas dizendo que não fazem isso descaradamente, mas apresentam o produto com uma visão completamente valorizada do que um simples olhar para ele, a propaganda é a forma mais fácil de se divulgar algo e ter resposta rápida sobre o que foi anunciado.

Na famosa propaganda de BomBril por W/Brasil, Carlos Moreno apresenta a lã de aço em uma bancada simples com fundo preto e a logomarca. Há alguns anos, ele tinha parado de fazer este tipo de anúncio para fazer outros pela Fininvest, mas pouco tempo depois voltou para BomBril.

O fato de divulgar em diversas mídias, seja ela escrita ou mesmo na televisão e Internet, são meios rápidos e eficazes do consumidor visualizar as ofertas e vantagens de um determinado produto, sendo que este é pago pela empresa que o oferece, uma espécie de oferta e procura que tantos conhecem. Mas uma das formas mais eficazes de propaganda foi banida em São Paulo através de um veto do atual prefeito da capital, Gilberto Kassab, que proíbe que a cidade tenha outdoors, aquelas placas gigantescas que ficavam em ruas e grandes vias de circulação, por ser grande motivadora de acidentes de trânsito e também por sujar estas após sua degradação.

Desde 2007 que Gilberto Kassab proibiu que outdoors irregulares fizessem parte da paisagem urbana da cidade. Contratou empresas especializadas que retiravam aproximadamente 120 outdoors das vias públicas diariamente.

O Brasil é conhecido mundialmente por suas propagandas criativas que tanto são conhecidas por aqui, e que são lembradas mundo a fora, que são levados em conta para sua produção: a atenção, a memorização e a persuasão. Há muitas formas de avaliar uma propaganda eficiente. Um anúncio para ser eficiente tem de captar a atenção, ser facilmente memorável e persuadir, através de slogans (as frases curtas que fazem parte de anúncios famosos de produtos), que por sua vez tem de ser criativos e atraentes. Também deve chegar ao público alvo e deve ser consistente com os objetivos da publicidade.

Um dos principais publicitários brasileiros, sem dúvida, Washington Olivetto, sócio da agência W/Brasil juntamente com Javier Llussá Ciuret e Gabriel Zellmeister. Em seu início, em 1986, mantinha vínculos com a agência suíça GGK, e se tornou a W/Brasil quando os sócios brasileiros se tornaram majoritários.

A publicidade brasileira se mantém entre as quatro mais premiadas no Festival Internacional de Propaganda de Cannes – um dos principais no exterior – e consolida-se como uma das mais importantes do mundo, principalmente com a agência publicitária W/Brasil, onde recebeu vários prêmios por absoluto mérito. Em termos de faturamento, nos últimos anos o mercado publicitário nacional alterna períodos de acelerado crescimento e de estabilidade. Em 1996 movimenta 8,3 bilhões de dólares e, dois anos depois, chega a 9,4 bilhões de dólares – um crescimento de 12,7%, de acordo com dados do Ibope Monitor. Em 1999, o setor passa por um momento de estabilidade. No entanto, por causa da desvalorização do real, no início de 1999, o valor dos investimentos em dólar registra uma queda, passando a 6,6 bilhões.

As formas de publicidade mais utilizadas no país são anúncios, outdoors (banidos em São Paulo), propaganda em ônibus (busdoor), quem em São Paulo conta também com televisores com programação própria, usando disso a disponibilidade de anúncios culturais que a cidade oferece e outros comerciais que não são divulgados em emissoras abertas, marketing direto, patrocínios e merchandising. Os principais meios de comunicação são os preferidos dos anunciantes e das agências. A maior parte dos investimentos destinam-se à televisão aberta (56%), seguida por jornal (24%), revista (10%) e rádio (5%). A propaganda em TV por assinatura, outdoor e outras mídias fica com os 5% restantes. O setor que mais investe em publicidade é o do comércio varejista – 3,6 bilhões de reais em 1999. Em seguida estão os serviços ao consumidor, com 2,1 bilhões de reais, e as empresas ligadas a cultura, lazer, esporte e turismo, com 1 bilhão de reais.

Veja alguns exemplos mais de propagandas que se tornaram referência do mundo publicitário:

– Uma das propagandas mais famosas, se não a mais famosa, sem dúvida é a de lingeries Valisére, onde uma garota de seus onze anos ganha seu primeiro soutien. O slogan do comercial é “O primeiro Valisére a gente nunca esquece”. Por W/Brasil em 1980.

– A DM9DDB ficou responsável pela parte comunicacional da propaganda dos mamíferos da Parmalat, em 1996, que foi veiculada por muitos anos, com promoções relativas aos mamíferos, se tornando a mais influente do mercado nacional.

– Em 1962, a chamada Casas Pernambucanas, fundada em 25 de setembro de 1908 pelo suecoHerman Theodor Lundgren, vendia apenas materiais para costura e cobertores para o frio, o que lhe dava grande prestígio na época por esse fato. Apesar de levar esse nome, hoje apenas Pernambucanas, ela não tem lojas em Pernambuco. O jingle da propaganda abaixo é veiculada até hoje.

– A Brahma usou em seus anúncios, animais para a descontração de seu público. Com um tom bem engraçado, abusou da graça onde os animais se tornam mais espertos que o homem.

– A agência F/Nazca criou a propaganda a seguir de Sustagem Kids, que incentivava as crianças a comerem verduras, com um garoto que almejava um brócolis que estava à venda, onde o próprio narrador diz que este tipo de criança possivelmente não existe. Acompanhe.

Espero que tenham gostado desses exemplos. Para montar essas ideias para criar uma propaganda, é preciso ter muita criatividade no que faz, e estes profissionais devem ser parabenizados por esse sucesso.

Por: Raphael Ezonne

Anúncios

5 comentários sobre “Qual a influência da propaganda na sua vida?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s