Até que ponto a educação dos filhos interfere em seu caráter?

O diálogo entre pais e filhos está se tornando cada vez menor, e a agressão e a brutalidade aumenta nos domicílios

Será que está correta a maneira que os pais educam seus filhos e a maneira que os filhos tratam seus pais?

Esse assunto é muito complicado, pois a história de mau comportamento de ambas as partes, começa quando um trauma de família recente ou de infância acaba atingindo o estado psicológico da pessoa.

As pessoas que tiveram algum tipo de trauma, certamente vão criar os filhos de um modo diferente das que possuem esse tipo de problema. Alcoolismo, bipolaridade, brutalidade e frieza são condições que podem ter explicação na forma que estes indivíduos afetados foram educados.

A procuradora aposentada Vera Lúcia Gomes, acusada de ter agredido sua filha adotiva, de 2 anos

Na última semana, foi colocada em pauta, se as “palmadinhas” que os pais dão nas crianças por alguma desobediência devem ou não ser permitidas, acarretando punição a quem as faz, depois que a procuradora aposentada Vera Lúcia Gomes teria agredido fisicamente e moralmente sua filha adotiva , de apenas 2 anos. Ela se tornou foragida da polícia por oito dias, depois que o Ministério Público pediu sua prisão provisória aguardando seu julgamento. No vídeo abaixo, assista a entrevista da procuradora concedida a TV Globo do Rio de Janeiro, à repórter Bette Lucchese.

Imagem mostra a agressão sofrida pela filha da procuradora, de apenas 2 anos

Não podemos esquecer também que este tipo de agressão também pode acontecer de forma contrária. Foi o que aconteceu em outubro de 2002, quando Suzane Von Richthofen matou seus pais com a ajuda do seu namorado, Daniel Cravinhos e o irmão, Cristian Cravinhos. Faltou educação?

Cristian e Daniel Cravinhos, e Suzane Von Richtoffen, acusados de assassinar Marísia e Manfred Von Richtoffen

Mas como saber o jeito certo de educar estas crianças para que sejam cidadãos íntegros no futuro? Alguns pais pensam que se passaram por alguma dificuldade em sua infância, deixá-los mais a vontade, fazer o que quiserem e ter pulso firme com os filhos seria a forma mais correta. Para os pais desses filhos o pensamento é o seguinte: “Já sofri tanto na vida, agora com os meus filhos eu serei diferente. Vou dar a eles tudo o que querem”. Isso leva os filhos a pensar que tem autoridade até mesmo sobre os pais, achando que eles têm o dever e obrigação de pagar as contas, extorquindo dinheiro em diversas situações.

Mas também há pessoas que viveram traumas e nem por isso tratam os filhos de maneira diferente. Para que isso aconteça, educar, alertar e conversar é o melhor caminho.

Bjs.

Por: Nat Ramacciotti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s